Mesa de Trabalho com Planta Baixa e Cadernos

Para a maioria das pessoas, reformar a casa é um desafio tanto emocional quanto financeiro. Entre a criação do projeto, compra dos materiais, contratação de mão de obra e todos os imprevistos até a obra estar completa, é comum acabarmos nos estressando e gastando muito mais do que o previsto. A única coisa pior do que gastar além do orçamento é quando não temos os recursos para terminar a obra em andamento.

Cientes de que uma reforma pode trazer surpresas mesmo com o melhor dos planejamentos, separamos 5 dicas excelentes para você ter em mente na hora de adequar o projeto ao seu orçamento. Confira:

#1 – Só Contrate Profissionais Experientes.

Pode parecer estranho falar sobre a contratação de profissionais mais qualificados – e por isso mais caros – na hora de economizar na obra, mas pode ter certeza: esse investimento se paga todas as vezes. Economizar na mão de obra é a pior estratégia possível se você quer manter o projeto dentro do orçamento e dos prazos combinados.

A verdade é que existem muitos profissionais mais baratos no mercado que não passam de amadores bem intencionados, pessoas sem a qualificação técnica necessária ou a experiência mínima para fazer sua obra corretamente. Essas pessoas não são capazes de prever o andamento e os detalhes do processo, levando a erros grosseiros, refações, compras desnecessárias, inconsistências com o projeto e muito, muito desperdício.

O prejuízo financeiro causado por um empreiteiro ruim se revela em todos os sentidos, da perda dos prazos de entrega até as instalações mal feitas que darão problemas depois. O profissional adequado é altamente requisitado e possui outras obras esperando por ele, por isso faz tudo dentro do prazo combinado, sem surpresas. Só eles possuem a experiência prática para garantir a qualidade da entrega e a plena compreensão do seu projeto. Isso vale para eletricistas, encanadores, pedreiros, todos que fazem serviços fundamentais para a sua casa. Quer ter um curto-circuito? Risco de incêndio? Pisos fora do prumo? Vazamento de gás? Não, não quer. O material pode ser comprado em qualquer loja. O profissional que torna seu sonho realidade, não.

Mas isso não significa que você precise pagar preços exorbitantes pelo serviço também! O ideal é pesquisar bastante antes de contratar, e pedir referências aos amigos. Peça fotos de obras concluídas e o contato de antigos empregadores. Existem grandes profissionais com preço justo no mercado. Quando encontrar, não solte!

#2 – Escolha Bem Seus Pisos e Revestimentos.

Homem Reforma Revestimento Parede
A escolha dos revestimentos influencia bastante no orçamento, pois existem muitas opções com preços variados. O revestimento é uma das últimas coisas a serem feitas antes da entrega, então é duplamente importante tomar boas decisões que façam sentido com o seu orçamento e não te levem a perder tempo.

Se dinheiro não é um problema, o céu é o limite. Mas, quando precisamos economizar, cada opção deve ser avaliada para não inflar o orçamento. Será que você precisa mesmo daquela bancada de mármore caríssima? Granito é mais barato, resistente e quase tão bonito quanto. Mosaico de pastilhas coloridas na cozinha fica lindo, mas você pode alcançar um efeito semelhante por uma fração do preço usando adesivos. Muitas vezes, é só uma questão de pesquisar.

Além de oferecerem bons resultados por um valor menor, certas escolhas podem te poupar obras inteiras. Se você não quer quebrar o chão todo para trocar o piso, por que não escolher opções como o piso vinílico, laminado ou tecnocimento? O vinílico, por exemplo, simula a aparência de madeira sem as desvantagens desse material. Pisos laminados podem até mesmo ser levados para outro imóvel depois. Existem muitas opções para evitar o quebra-quebra, especialmente quando não há necessidade de trocar as instalações do local. Pesquisar as alternativas com antecedência e fazer boas escolhas pode reduzir significativamente o preço da obra.

#3 – Fuja da Moda.

Tudo que está na moda tende a ser mais CARO. Viu uma ideia linda na revista? Curtiu a dica de uma super blogueira de decoração famosa? Se você gostou da novidade a ponto de querer aquilo na sua casa, pode ter certeza que muita gente gostou também. E com o crescimento inesperado da demanda, o preço sobe junto!

A melhor forma de não cair nas armadilhas do momento e gastar apenas o necessário é optar por decorações clássicas e neutras que nunca saem de moda. No calor do momento é fácil se convencer de que determinados revestimentos ou cores incríveis valem o peso em ouro, mas, ao longo do tempo, tudo que é chamativo demais acaba cansando. Para ficar dentro do orçamento, temos que ser conscientes: a variação de preço de escolhas clássicas é muito menor que as modas temporárias, e você ainda monta sua casa com um ar clean e sofisticado. Deixe o toque de personalidade do cômodo para os pequenos detalhes!

#4 – Divida o Projeto em Partes.

Se a verba está curta é fundamental repensar a amplitude do projeto para evitar o pior: a obra parar inacabada por falta de dinheiro. Nada é mais frustrante do que uma casa toda quebrada sem previsão de conclusão, ainda mais se você estiver morando nela.

A melhor forma de remediar esse problema, e garantir que o orçamento não acabe no meio de um processo, é repartir o projeto em partes (geralmente cômodos) e ir fazendo o mais importante até o fim primeiro. Assim, você centraliza a bagunça em um local só, conhece melhor os profissionais envolvidos, ganha uma noção mais clara do custo total do projeto, atrapalha menos a rotina e ainda pode ir desfrutando do novo cômodo enquanto os outros estão em andamento.

Tente começar por ambientes de uso intenso e indispensável, como o banheiro ou a cozinha. Só comece o acabamento final depois que todas as obras estruturais estiverem feitas. Às vezes, tudo que você precisa para ter a casa perfeita é de um prazo maior para não pesar demais no bolso todo mês. Não tenha pressa e siga em frente!

#5 – Pesquise e Espere.

No mercado da construção civil, preço é um fator que varia muito. Cada loja possui sua própria tabela, e a diferença entre o custo de um mesmo material pode variar quase 100% entre uma empresa e outra, dependendo de fatores como o estoque, a procura do material, sazonalidade e promoções. É preciso muita pesquisa para não pagar mais caro.

Se você quer economizar, deve estar sempre comparando os preços até encontrar o melhor negócio. Também é importante ter paciência para esperar grandes eventos promocionais, quando os preços como um todo ficam mais acessíveis. Esses momentos de desconto acontecem todo ano, por isso é bom planejar e ir fazendo a compra do material com bastante antecedência. Muitas vezes, simplesmente saber o valor mínimo de um produto pode te ajudar a conseguir o melhor desconto: como o mercado é muito competitivo e deseja fidelizar clientes, certas lojas podem cobrir ou igualar a oferta para garantir a sua compra. Esse conhecimento te dá poder de barganha na hora de negociar com os vendedores. Se for comprar tudo em um lugar só, condições especiais são mais do que merecidas.

____________________________

Seguindo essas 5 dicas, temos certeza de que você economizará bastante para manter seu projeto dentro do orçamento! Fazer obra pode ser uma grande dor de cabeça, mas com um bom planejamento estratégico e financeiro é possível tirar tudo do papel sem maiores imprevistos.

Cada dica acima é REALMENTE importante para não gastar demais, então separe um tempo para esses assuntos e faça um projeto consistente para embasar suas decisões. Seu arquiteto/designer/projetista pode te ajudar a encontrar soluções baratas e inteligentes para a casa, então não hesite em pedir ajuda quando necessário. Pergunte tudo e só bote em prática quando tiver certeza.

DICAS BÔNUS: Além de separar dicas de como economizar, selecionamos também 2 pontos essenciais de ONDE NÃO ECONOMIZAR NA OBRA para garantir que o seu projeto fique com a qualidade e a durabilidade que você merece:

Bônus #1 – Hidráulica, Ferragens Sanitárias e Iluminação.

Ferramentas e Peças de Hidráulica

Certas coisas não são para sempre, mas o encanamento da sua casa é! Economizar na escolha dos materiais de hidráulica é um erro comum que pode acarretar prejuízos enormes. Entenda uma coisa: o preço de quebrar sua parede de novo é sempre maior do que o custo de um material de qualidade. E não, material de construção não é tudo igual. Peças de alta qualidade são feitas com especificações e processos melhores, por isso duram mais. Optar pelas marcas mais conhecidas é o melhor caminho nesse ponto, mesmo que seja um modelo mais simples. É uma economia a longo prazo que também te poupa do pesadelo de ter uma parede vazando, cheia de infiltrações.

O mesmo vale para a escolha das ferragens sanitárias e a iluminação da casa. Uma simples torneira com arejador gasta 80% menos água que uma torneira comum, levando a uma economia muito maior do que o custo extra da peça ao longo do tempo. As lâmpadas de LED, por exemplo, duram quase para sempre e gastam uma fração das lâmpadas convencionais. Por que não investir um pouco mais hoje para resolver o assunto de vez? Essas escolhas fazem muita diferença nas contas fixas da casa. Gaste uma só vez, mas gaste bem.

Bônus #2 – Móveis de Qualidade.

A escolha dos móveis é outro assunto que exige atenção para não escolher o barato que sai caro. Existem muitas opções e materiais diferentes no mercado, então é importante lembrar que os móveis são elementos de uso intenso – se você tentar economizar nesse ponto acabará com peças frágeis, que precisarão ser substituídas em poucos anos. Desconfie de móveis baratos demais. Eles certamente são feitos de materiais de baixa qualidade ou possuem um acabamento inadequado. Não existe mágica nesse assunto.

A escolha mais assertiva a longo prazo é optar por móveis planejados para o ambiente. Assim você aproveita o espaço perfeitamente, cria módulos de acordo com a sua necessidade e tem a certeza do que está comprando. Isso vale especialmente para os móveis da cozinha, que precisam ser altamente funcionais e resistentes. Além de valorizar seu imóvel e contribuir para a decoração, um móvel planejado bem cuidado pode durar décadas em perfeito estado. Vale a pena investir na qualidade do que você vai usar o tempo todo.

Pensou em outra dica interessante para economizar (ou não) na hora da reforma? Comente aqui embaixo!

👉Quer fazer um projeto sem compromisso? Fale conosco diretamente.

Está cogitando fazer móveis para sua nova casa? Fale com um dos nossos projetistas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.