Entrevista com o empreendedor Antônio Pires, filho de portugueses vindos ao Brasil em 1920. Nascido no Rio de Janeiro em 1925, formado em Administração de Empresas e Contabilidade, prestou serviço militar por 5 anos e após o casamento, entrou em uma sociedade com seu sogro, que estava construindo um edifício na Tijuca. Em 1951 investiu e alugou, na Ilha do Governador, uma loja para a venda de materiais de construção onde o foco eram tacos e azulejos, MADEIROL MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO LTDA. Já nessa época ele foi um visionário pois criou mostruários fixados no sentido vertical, como painéis que são usados hoje em dia onde o cliente tinha a possibilidade de visualizar um design diferenciado do que ficaria na realidade em sua casa. Contudo este produto saiu de moda, durando apenas um ano, assim ele viu a necessidade de inovar.

   Com a grande procura de clientes por móveis de cozinha e a expansão imobiliária na região, passou também a revender uma linha de cozinha conhecida. Como os pedidos cresceram e foi necessário oferecer um serviço de assistência técnica, precisou então usar uma parte da calçada para a montagem dos móveis. Nisso resolveu fabricar sua própria linha de armários de cozinha.

   Principais dilemas que enfrentou em seu processo de empreendedor foram: dificuldade de comprar e receber dos fornecedores, que se localizavam no norte e no sul do país, a matéria-prima dentre elas, a madeira , que representava 96% e era retirada de árvores de Cedro ; dificuldade em oferecer um prazo mais curto de entrega, pela distância dos fornecedores e por todo o processo ser feito de forma artesanal, tirando primeiro toda a umidade da madeira para que ela não trabalhasse mais e pudesse assim usá-la de forma adequada.

   Outro desafio foi inovar no Brasil, em 1988, com o 1° programa de cad para projetos de cozinhas adaptado do programa ” Kitchen Cad “, comprado nos Estados Unidos para a elaboração desses, à nossa modulação. Esse programa veio com uma medida de bitola, dos móveis, de 20 mm, enquanto que aqui no Brasil se usava 15 mm. A Madeirol contratou uma técnica para resolver os problemas e por quinhentos dólares recebia, a nova versão deste programa que é originário da versão ” Autocad ” voltado para cozinha, pelo correio.

   Um outro problema a se resolver, o espaço físico da fábrica na Ilha do Governador que se localizava no fundo da loja, lugar pequeno, sem logística, que dificultava a produção. Posteriormente a fábrica foi construída no bairro de Olaria em dois pontos próximos: um na Rua Engenho da Pedra, onde se fabricavam as portas de madeira maciça, as caixas das gavetas que eram de compensado revestidas de cedro, pés de banco e pés de mesa e o outro na Rua Maria Rodrigues, onde se fabricavam as caixas dos armários, as portas post-forming e portas retas. Eles tinham um bom espaço para o estoque e para a confecção dos móveis nas máquinas modernas e sofisticadas.

   O empreendedor e fundador da empresa ” Madeirol Armários de Classe “, Antônio Pires, fez uma avaliação sobre sua escolha e disse que a razão do seu sucesso foi um plano de negócios, visando o lançamento de um produto e serviço de forma a conquistar um mercado e garantir uma qualidade onde após vários anos, os clientes satisfeitos retornam comunicando que os móveis de cozinha estão perfeitos e solicitam nossos serviços outra vez para um novo imóvel, criando assim fidelidade com a empresa.

  Antes de dar início a fabricação de armários modulados, Antônio viajou para a Europa para ver as novas tendências e importou as máquinas mais desenvolvidas em tecnologia que existiam na época. Ele comprou uma máquina que arredondava a fórmica (fórmica boleada), uma grande novidade pois éramos talvez a segunda empresa no Brasil a usar este tipo de produto. Tínhamos que adaptá-lo às temperaturas brasileiras, levando a inúmeros testes junto ao fabricante, CYANAMID. Com a fórmica previamente colada no compensado, colocava-se na máquina passando mais cola, onde uma resistência aquecia podendo moldá-la, em seguida outra máquina frisava e colava as bordas. A Madeirol foi inovadora em fornecer bancos, mesas e portas de cozinha de madeira revestida com fórmica boleada. Ficava um acabamento bonito e prático, que facilitava a limpeza e seguro pois não haviam quinas pontudas na cozinha. Com isso as mesas também eram ótimas para apoiar.

   Outro fator de extrema importância no início do lançamento foi o investimento em propaganda e marketing. A divulgação era feita em diversos meios de comunicação: Rádio Tupi, Radio Relógio, revista Casa Cláudia, Casa & Jardim e Jornal O Globo. Em 1975 o empreendedor teve a ideia de prospectar cartões com foto, endereço telefônico e no verso calendário do ano, em sinais de trânsito. Esse cartão/calendário a princípio era guardado mais pelo uso do calendário e quando surgia a necessidade de se fazer os móveis da cozinha, procuravam a Madeirol.

   Diferentemente do que ocorre hoje, onde existem vários shoppings voltados para decoração de interiores, em 1980 não acontecia o mesmo. Com isso houve a necessidade de criar e dar início a um grande evento, a Feira de Utilidades Domésticas (UD), realizada no Riocentro. Este evento possibilitou a Madeirol o contato e parceria com empresas que forneciam adereços, decorações e utensílios para a cozinha, que ficavam em consignação para colocar no ” Stand ” da Madeirol. Mas o que de melhor ocorria era a circulação e movimentação de milhares de pessoas recebendo panfletos e conhecendo o produto para que no futuro, quando lhes interessasse, fazer a cozinha de sua casa e realizar um sonho.

   Outro meio de divulgação que foi muito importante para a Madeirol, foi a exposição dos mobiliários em ambientes projetados por arquitetos e decoradores de renome, no Casa Cor. Todo ano, em novembro, a Madeirol fazia a decoração de um ambiente de cozinha e quarto fazendo muito sucesso.

1968-1980


1980-1990


 

1990-2000


 

Catálogo 1996

 

Catálogo 1997

 

Catálogo 1998

 

Catálogo 2002

 

Catálogo 2003

 

2005-2006

 

Catálogo 2010

 

Prêmio Ademi Niterói 2013


 

Prêmio Ademi Niterói 2014


 

Prêmio Ademi Niterói 2015


 

2015


 

2016


 

Catálogo Residencial 2016


 

Catálogo Office 2016


Imprensa